Tag Archives: saúde

Turbine sua imunidade com Wellmune

O Wellmune® é um beta-glucano** de levedura natural que pode ser consumido diariamente, fortalecendo seu sistema imunológico. Esse produto aumenta seu bem-estar e, consequentemente, sua produtividade. E, além disso, é não alergênico, livre de transgênicos e de glúten, Kosher e Halal.

Wellmune® pode ser adicionado a:

  • Alimentos;
  • Bebidas; e
  • Suplementos diários.

** Beta-glucanos são são polissacarídeos de monômeros de D-glicose unidos por ligações glicosídicas β, encontrados em alimentos como levedura, cogumelos shiitake e grãos de cereais (ex.: cevada, aveia, centeio e trigo).

 

Consulte seu médico e traga sua receita para a Pharmacy ou entre em contato conosco pelo nosso WhatsApp: (21) 98995-3578.

Benefícios das cápsulas de abacateiro

Tanto o abacate, quanto suas folhas (chá) e cápsula têm ação diurética natural, ou seja, evitam a retenção de líquido no corpo, aumentando a produção e a eliminação de urina e, consequentemente, auxiliam no emagrecimento.

As 3 fontes também são capazes de prevenir doenças inflamatórias, reumatismo, anemia, diarreia e infecção urinária, além de ter ação antiflatulenta (reduzindo a formação de gases no estômago e intestino), devido ao aumento da secreção de bile do fígado que desencadeia, e regula o ciclo menstrual (reduzindo os efeitos da TPM – tensão pré-menstrual).

As cápsulas de abacateiro são uma ótima alternativa para quem não gosta da fruta abacate ou até mesmo para quem quer evitar o consumo diário, prevenindo enjoar da fruta, e, ainda assim, ingerir as propriedades tão ricas do abacate.

 

Entre em contato conosco e faça já seu pedido: (21) 98995-3578

Conheça o Thermo Pharmacy, produto com fórmula exclusiva para potencializar o seu treino!

A Pharmacy desenvolveu uma fórmula exclusiva para melhorar a qualidade do seu treino: o Thermo Pharmacy! Ele atua aumentando o seu o gasto calórico durante a atividade física e te dando mais disposição para o dia a dia.

Com seu uso frequente, consumindo 2 cápsulas, 2 vezes ao dia, ele acelera o metabolismo e causa uma sensação de saciedade na alimentação, além de diminuir a vontade de comer doces. Além disso tudo, possui ação diurética e antioxidante o que influencia diretamente na perda de gordura.

Esse produto está a venda, exclusivamente, em nossa farmácia de manipulação.

Faça seu pedido: (21) 98995-3578

9 alimentos ricos em Ácido Fólico

Os valores de referência do ácido fólico no sangue são:

  • Deficiente: inferior a 3,4 ng/mL;
  • Limítrofe: de 3,4 a 5,4 ng/mL;
  • Normal: superior a 5,4 ng/mL.

Caso os valores estejam abaixo do nível normal, o indivíduo pode apresentar diversos problemas como desnutrição, anemia megaloblástica ou hemolítica, câncer, hipertiroidismo, deficiência de vitamina C, entre outros. Outra situação em que os níveis de Ácido Fólico baixam é na gravidez, podendo acarretar problemas à mãe, como anemia, e ao bebê, como danos no tubo neural, formado logo no início da gravidez.

O consumo prévio de Ácido Fólico (vitamina B9) é indicado para mulheres que estejam planejando engravidar, assim como durante a gravidez, para evitar a queda dos níveis dessa vitamina no sangue das mesmas e auxiliar no bom desenvolvimento do bebê, prevenindo os danos como os anteriormente citados.

Veja 9 alimentos ricos em Ácido Fólico:

  1. Fígado de frango (770 mcg)
  2. Fígado de boi cozido (220 mcg)
  3. Lentilhas (179 mcg)
  4. Feijão-preto cozido (128 mcg)
  5. Espinafre cozido (103 mcg)
  6. Macarrão cozido (98 mcg)
  7. Suco de laranja natural (75 mcg)
  8. Beterraba (68 mcg)
  9. Arroz branco (48 mcg)

(A quantidade de Ácido Fólico, a ser ingerida por dia, recomendada para adultos é de 400 mcg, e para gestantes é de 600 mcg)

 

Consulte seu obstetra e traga sua receita para a Pharmacy.

Mudança brusca de temperatura requer cuidados extras com a saúde

Com a troca de estações vêm as mudanças repentinas de temperatura e o corpo sente essa alternância constante. No outono os dias e as noites têm a mesma duração, sendo que eles variam entre chuvosos, quentes e frios. Tantas alterações causam impactos na saúde e, por isso, é preciso melhorar a resistência imunológica. Alguns cuidados diários contribuem na prevenção, porém, para se manter saudável e não dar chance a doenças oportunistas, típicas dessa época, vale apostar em um suplemento que reforce o seu sistema imunológico.

As variações bruscas no tempo, típicas da transição entre as estações, trazem complicações, principalmente às pessoas com algum tipo de alergia. Porém, todos devem criar hábitos que, segundo os especialistas, evitam que o organismo seja afetado de alguma forma. Atenção especial deve ser dada às crianças e aos idosos, que são os mais suscetíveis.

Com o outono, o calorão vai se despedindo e, por este motivo, o ideal é ter sempre uma blusa em mãos e evitar a exposição ao vento e ao frio. Manter uma dieta saudável é fundamental todos os dias do ano, contudo, nesse período a alimentação deve ser leve e a ingestão de líquidos, intensificada. Boas noites de sono e exercícios físicos também contribuem para a prevenção de doenças. E, como neste período é comum que a umidade do ar caia, aí vai mais uma dica: além de beber bastante água, arejar e umidificar os ambientes. Isso pode ser feito com recipientes com água ou toalhas úmidas.

Fortalecer a imunidade é a forma mais eficaz de combater os constantes resfriados e, claro, a gripe. Para isso, existe a opção de suplementos que ajudam a proteger a sua saúde. Como, por exemplo, as formulações manipuladas, que são preparadas na dose e formato exatos, aumentando a eficácia e evitando o desperdício.

A Pharmacy65 ® tem o ativo ideal para a sua saúde e para complementar todos esses cuidados diários.

Como melhorar a qualidade do seu sono

Você costuma sofrer com noites mal dormidas? Vamos falar aqui sobre duas substâncias que podem te ajudar!

Valeriana

O chá desta planta é perfeito para ter uma noite de sono tranquila, sem provocar os efeitos colaterais que os remédios alopáticos, geralmente, causam.

Além de combater à insônia, a valeriana também é indicada contra ansiedade, estresse e, até mesmo, para auxiliar no tratamento de doenças relacionadas a estes, como a diverticulose, entre outros distúrbios digestivos.

 

Melatonina

O hormônio melatonina é produzido de forma natural pelo corpo humano, porém também existe sua versão sintética, muito utilizada para a indução ao sono, já que esse hormônio está ligado ao ciclo circadiano (como o organismo se organiza no decorrer do dia e da noite).

Chás que ajudam na desintoxicação do fígado

Chá de Boldo

Além de auxiliar com a má digestão, e incômodos como gases intestinais e azia relacionados a ela, o chá de boldo é uma boa opção de remédio caseiro para problemas de fígado, como acúmulo de gordura.

Chá Vermelho

O chá vermelho é ótimo para limpar as gorduras do fígado e, além disso, reduz o colesterol saturado (LDL) e ajuda no emagrecimento, já que diminui o apetite.

Chá de Cúrcuma

O chá de cúrcuma tem a capacidade de desintoxicar o fígado e, ainda, rejuvenesce as células do corpo! Isso acontece devido aos compostos com ação anti-inflamatória e anti-idade presentes nesta planta.

Vitamina D pode ajudar a reduzir os riscos de coronavírus, diz estudo

A vitamina D pode ser uma aliada no combate à pandemia de coronavírus, segundo um estudo realizado por cientistas na Universidade de Turim, na Itália. Para o estudo, a vitamina não é uma cura, mas, sim, uma ferramenta capaz de reduzir os fatores de risco da doença.

A pesquisa apontou que a maioria dos pacientes hospitalizados por covid-19 observados apresentou falta da vitamina D, especialmente os idosos.

“A compensação por essa ampla deficiência de vitamina pode ser alcançada principalmente expondo-se à luz do sol, tanto quanto for possível, mesmo que seja em varandas e terraços, comendo alimentos ricos em vitamina D e, sob supervisão médica, tomando medicamentos específicos “, disseram os pesquisadores ao jornal italiano La Repubblica.

No documento, os autores sugerem aos médicos que, junto com as medidas gerais de prevenção, “garantam níveis adequados de vitamina D na população, mas sobretudo naqueles já infectados, em seus familiares, profissionais de saúde, idosos frágeis, pessoas em residências assistenciais, de quarentena e todos os que, por várias razões, não se expõem adequadamente à luz do sol”.
A Itália é o segundo país mais impactado pelo coronavírus no mundo, atrás somente dos Estados Unidos, com 92.472 infectados e mais de 10.000 mortos.

Os mistérios da saúde intestinal

Há algum tempo tomou-se consciência que a alimentação é o fator comportamental que mais influencia a qualidade de vida das pessoas. Hábitos alimentares saudáveis são essenciais para um organismo saudável e equilibrado. Porém, a ingestão de bons alimentos não garante que seus nutrientes serão totalmente absorvidos para serem utilizados pelas células. O bom funcionamento do intestino é fundamental para que essa absorção aconteça de maneira eficaz.

O intestino deixou de ser reconhecido apenas como um órgão de digestão e absorção de nutrientes, e passou a assumir um importante papel imunológico. Quem está por trás desse sistema de defesa é a microbiota – o conjunto de bactérias do nosso intestino.

A importância da microbiota

O corpo humano é colonizado dez vezes mais por bactérias do que por células, e a maioria dessas bactérias vivem no trato gastrointestinal. Estima-se que aproximadamente 100 trilhões de bactérias ocupam o trato gastrointestinal do ser humano.

Esse complexo de bactérias que vivem no trato digestivo é denominado microbiota intestinal. As bactérias compartilham de uma relação benéfica de simbiose com o hospedeiro.

Disbiose e o sistema imunológico.

Um desequilíbrio na microbiota intestinal, com aumento ou diminuição de certa espécie, geralmente causado por uma dieta nutricionalmente desbalanceada, rica em gordura, açúcar, alimentos industrializados, uso prolongado de antibióticos e estresse, pode levar à disbiose. Esse é um problema que afeta mais as mulheres dos que os homens.

A disbiose promove o aumento da permeabilidade intestinal, fazendo com que a barreira intestinal perca sua seletividade, permitindo a passagem de partículas indevidas para a corrente sanguínea, desencadeando dessa forma, diversas doenças inflamatórias do intestino, entre elas destacam-se câncer colorretal e Síndrome do Intestino Irritável, e doenças autoimunes como a doença de Cronh, além das enfermidades extra intestinais como esteatose hepática não alcoólica, e as do trato respiratório, que inclui alergias e asma brônquica, e mesmo desordens psiquiátricas, como a depressão.

A presença da disbiose também provoca a falta de absorção de vitaminas e inativação de enzimas digestivas, resultando em prejuízos à digestão e induzindo a fermentação com sintomas de inchaço, desconforto abdominal, sobrepeso, obesidade, desnutrição e até doenças mais graves como Diabetes Melitus tipo II. Você pode saber mais sobre prevenção da disbiose neste artigo do portal G1.

Tratamento da disbiose

O tratamento da disbiose consiste em restabelecer o equilíbrio da flora bacteriana, proporcionando o fortalecimento do sistema imunológico com controle de doenças autoimunes e inflamatórias e melhora do quadro de doenças comportamentais e neurodegenerativas como depressão, autismo e mal de Parkinson.

Evidências têm demonstrado que probióticos e prebióticos estimulam o crescimento das bactérias boas do intestino, reestabelecendo dessa forma, seu equilíbrio.

Alimentos como legumes, verduras, frutas e grãos agem naturalmente como prebióticos, nutrindo as bactérias benéficas.

Os probióticos são suplementos alimentares, rico em microorganismos vivos, que afetam de forma benéfica seu consumidor, através da melhoria do balanço microbiano intestinal.

Cortisol em equilíbrio: seu corpo agradece!

Os índices de hormônios no nosso organismo devem estar sempre equilibrados. O cortisol, por exemplo, é um hormônio que, em desequilíbrio, pode causar diversos sintomas que influenciam na qualidade de vida. Em um nível elevado, ele pode gerar perda de massa muscular, aumento de peso, diminuição de testosterona e sintomas da Síndrome de Cushing. Em um nível baixo, pode causar depressão, cansaço, fraqueza ou até mesmo a doença de Addison.

Ele é conhecido como o “hormônio do estresse”, pois o aumento do estresse é que intensifica sua liberação. A produção em grandes escalas de cortisol, muitas vezes resultado da rotina intensa, exaustiva e com a ausência de exercícios físicos, pode trazer ansiedade e tensão.

Para ajudar esse hormônio a ficar em harmonia existem alternativas naturais, aprovadas por especialistas. Veja algumas delas:

Chás calmantes e relaxantes, a base de camomila, erva-doce e capim-limão: são ervas que combinam propriedades calmantes, trazendo a sensação de tranquilidade e bem-estar. Eles tiram a ansiedade, diminuem a compulsão por comida, ajudam a combater a insônia e o estresse causado no decorrer do dia, liberando uma sensação de descanso!

Ativos naturais: ativos encontrados nas farmácias de manipulação são opções de ansiolíticos naturais para equilibrar os níveis de cortisol. Entre as mais completas está o Relora®: ele possui efeito ansiolítico, sem causar dependência e ou aquela sensação de sonolência. Outro ativo é o Lactium™, um tranquilizante e indutor do sono, natural, que não causa efeitos colaterais ou dependência.

A vantagem dos ativos é que, além de serem naturais, proporcionam a sensação de bem-estar e bom humor!

Atividade física: As atividades físicas também combatem o estresse, no entanto nem todo o exercício é indicado para baixar o cortisol. Dê preferência a Yoga ou Pilates, pois exercícios como corrida e aeróbicos elevam o batimento cardíaco e aumentam o índice de cortisol.

Meditação: A dica é praticar meditação por 30 minutos ao dia, três ou quatro vezes por semana. Você vai sentir o corpo mais calmo e os níveis de cortisol vão diminuir gradativamente.

Gostou das dicas