Tag Archives: corpo

Benefícios das cápsulas de abacateiro

Tanto o abacate, quanto suas folhas (chá) e cápsula têm ação diurética natural, ou seja, evitam a retenção de líquido no corpo, aumentando a produção e a eliminação de urina e, consequentemente, auxiliam no emagrecimento.

As 3 fontes também são capazes de prevenir doenças inflamatórias, reumatismo, anemia, diarreia e infecção urinária, além de ter ação antiflatulenta (reduzindo a formação de gases no estômago e intestino), devido ao aumento da secreção de bile do fígado que desencadeia, e regula o ciclo menstrual (reduzindo os efeitos da TPM – tensão pré-menstrual).

As cápsulas de abacateiro são uma ótima alternativa para quem não gosta da fruta abacate ou até mesmo para quem quer evitar o consumo diário, prevenindo enjoar da fruta, e, ainda assim, ingerir as propriedades tão ricas do abacate.

 

Entre em contato conosco e faça já seu pedido: (21) 98995-3578

Conheça os efeitos do Extrato Glicólico de Calêndula

O Extrato Glicólico de Calêndula (derivado da flor Calêndula) é um medicamento manipulado que proporciona uma série de tratamentos benéficos à pele, agindo como: cicatrizante, protetor e restaurador de tecidos (sendo eficiente no tratamento de queimaduras); emoliente (tratamento de cravos); calmante, suavizante e refrescante (bom para peles sensíveis e avermelhadas); tonificante (quando usado como loção, tende a diminuir a oleosidade e aumentar a tonicidade da pele, combatendo a acne); e, ainda, tem atividade antiinflamatória, anti-alergênica, antisséptica e bactericida.

Esse manipulado pode ser utilizado em cremes, loções cremosas, produtos pós-barba, pós-sol e pós depilação e é indicado para peles sensíveis e delicadas.

 

Consulte seu dermatologista e traga sua receita para a Pharmacy.

9 alimentos ricos em Ácido Fólico

Os valores de referência do ácido fólico no sangue são:

  • Deficiente: inferior a 3,4 ng/mL;
  • Limítrofe: de 3,4 a 5,4 ng/mL;
  • Normal: superior a 5,4 ng/mL.

Caso os valores estejam abaixo do nível normal, o indivíduo pode apresentar diversos problemas como desnutrição, anemia megaloblástica ou hemolítica, câncer, hipertiroidismo, deficiência de vitamina C, entre outros. Outra situação em que os níveis de Ácido Fólico baixam é na gravidez, podendo acarretar problemas à mãe, como anemia, e ao bebê, como danos no tubo neural, formado logo no início da gravidez.

O consumo prévio de Ácido Fólico (vitamina B9) é indicado para mulheres que estejam planejando engravidar, assim como durante a gravidez, para evitar a queda dos níveis dessa vitamina no sangue das mesmas e auxiliar no bom desenvolvimento do bebê, prevenindo os danos como os anteriormente citados.

Veja 9 alimentos ricos em Ácido Fólico:

  1. Fígado de frango (770 mcg)
  2. Fígado de boi cozido (220 mcg)
  3. Lentilhas (179 mcg)
  4. Feijão-preto cozido (128 mcg)
  5. Espinafre cozido (103 mcg)
  6. Macarrão cozido (98 mcg)
  7. Suco de laranja natural (75 mcg)
  8. Beterraba (68 mcg)
  9. Arroz branco (48 mcg)

(A quantidade de Ácido Fólico, a ser ingerida por dia, recomendada para adultos é de 400 mcg, e para gestantes é de 600 mcg)

 

Consulte seu obstetra e traga sua receita para a Pharmacy.

Chás que ajudam na desintoxicação do fígado

Chá de Boldo

Além de auxiliar com a má digestão, e incômodos como gases intestinais e azia relacionados a ela, o chá de boldo é uma boa opção de remédio caseiro para problemas de fígado, como acúmulo de gordura.

Chá Vermelho

O chá vermelho é ótimo para limpar as gorduras do fígado e, além disso, reduz o colesterol saturado (LDL) e ajuda no emagrecimento, já que diminui o apetite.

Chá de Cúrcuma

O chá de cúrcuma tem a capacidade de desintoxicar o fígado e, ainda, rejuvenesce as células do corpo! Isso acontece devido aos compostos com ação anti-inflamatória e anti-idade presentes nesta planta.

Cortisol em equilíbrio: seu corpo agradece!

Os índices de hormônios no nosso organismo devem estar sempre equilibrados. O cortisol, por exemplo, é um hormônio que, em desequilíbrio, pode causar diversos sintomas que influenciam na qualidade de vida. Em um nível elevado, ele pode gerar perda de massa muscular, aumento de peso, diminuição de testosterona e sintomas da Síndrome de Cushing. Em um nível baixo, pode causar depressão, cansaço, fraqueza ou até mesmo a doença de Addison.

Ele é conhecido como o “hormônio do estresse”, pois o aumento do estresse é que intensifica sua liberação. A produção em grandes escalas de cortisol, muitas vezes resultado da rotina intensa, exaustiva e com a ausência de exercícios físicos, pode trazer ansiedade e tensão.

Para ajudar esse hormônio a ficar em harmonia existem alternativas naturais, aprovadas por especialistas. Veja algumas delas:

Chás calmantes e relaxantes, a base de camomila, erva-doce e capim-limão: são ervas que combinam propriedades calmantes, trazendo a sensação de tranquilidade e bem-estar. Eles tiram a ansiedade, diminuem a compulsão por comida, ajudam a combater a insônia e o estresse causado no decorrer do dia, liberando uma sensação de descanso!

Ativos naturais: ativos encontrados nas farmácias de manipulação são opções de ansiolíticos naturais para equilibrar os níveis de cortisol. Entre as mais completas está o Relora®: ele possui efeito ansiolítico, sem causar dependência e ou aquela sensação de sonolência. Outro ativo é o Lactium™, um tranquilizante e indutor do sono, natural, que não causa efeitos colaterais ou dependência.

A vantagem dos ativos é que, além de serem naturais, proporcionam a sensação de bem-estar e bom humor!

Atividade física: As atividades físicas também combatem o estresse, no entanto nem todo o exercício é indicado para baixar o cortisol. Dê preferência a Yoga ou Pilates, pois exercícios como corrida e aeróbicos elevam o batimento cardíaco e aumentam o índice de cortisol.

Meditação: A dica é praticar meditação por 30 minutos ao dia, três ou quatro vezes por semana. Você vai sentir o corpo mais calmo e os níveis de cortisol vão diminuir gradativamente.

Gostou das dicas

Atividade física precisa de cuidados para não causar lesões nas articulações

Atividade física é fundamental para trazer uma série de benefícios ao corpo, como diminuir peso, controlar colesterol e diabetes, manter o bem-estar, entre outros tantos, em todas as idades. Porém, tanto a falta quanto o excesso da prática podem ser prejudiciais se ela não for realizada adequadamente ou se não for acompanhada por um especialista da área.

Conforme explica o ortopedista Gustavo Campos, é muito importante respeitar os próprios limites, pois as principais lesões articulares decorrem não apenas de traumas, mas principalmente do mau uso da articulação. “O exercício realizado com excesso de frequência ou carga irá danificar a articulação mecanicamente e por meio de um processo inflamatório articular”, salienta.

Ligamentos e meniscos, por exemplo, são as regiões mais afetadas nos que praticam atividades físicas de alto impacto, como futebol, vôlei, skate ou lutas. “Principalmente em ‘esportistas de final de semana’, por não terem uma musculatura fortalecida”, ressalta o ortopedista e traumatologista Márcio Tannure.

Fortalecimento de musculatura e cartilagem

O fortalecimento da musculatura e da cartilagem, por meio de exercícios físicos adequados e de suplementação com nutracêuticos adequados para esse objetivo, contribui para o bem-estar do atleta e para o sucesso da atividade. O nutracêutico UC-II®, por exemplo, consegue diminuir o desgaste e a dor em casos de lesão e tem sido bastante prescrito pelos especialistas.

Outro suplemento, o MoveTM, também traz benefícios ao tratamento de dores nas articulações. “Sem dúvida, a grande vantagem do uso de um medicamento desse tipo refere-se a sua segurança, devido a seu mecanismo de ação”, diz o Dr. Gustavo Campos.

Todos esses cuidados são fundamentais, pois as articulações são as responsáveis pela mobilidade e pela transmissão de força para o nosso corpo. Portanto, confira a seguir mais algumas recomendações do ortopedista e traumatologista Márcio Tannure para garantir a saúde dos movimentos. Lembre-se: saúde com exercícios acompanhados de especialistas!

Mantenha uma vida saudável, alimentação balanceada e atividades físicas acompanhadas por profissionais;
Faça a prevenção, com suplementação adequada, controle de carga e individualização de tratamento;
Ganhe massa muscular, pois a musculatura vai ser o maior amortecedor de impacto. Atividades como musculação combinadas com atividades aeróbicas são indicadas;
Utilize nutracêuticos para diminuir o processo inflamatório e para proteger a cartilagem.