Blog

Naltrexone – Para que serve

O que é naltrexone?

A Naltrexona é um remédio fabricado para combater o alcoolismo e que atua no sistema nervoso diminuindo a vontade de beber e fazendo com que a pessoa sinta menos os efeitos agradáveis do álcool.

O que a naltrexona faz é inibir a região do cérebro que interpreta o uso de drogas ou o consumo de álcool como um prazer. É bastante indicado como terapia farmacológica no programa de tratamento do alcoolismo. O tratamento do alcoolismo deve ser multimodal, e que pode envolver, além do medicamento, suporte psicológico e social, conforme critério médico.

Além de ajudar pessoas dependentes do alcoolismo e morfina, também pode ajudar a emagrecer quando ingerida junto ao bupropiona. Os dois remédios consumidos juntos, alteram o equilíbrio de alguns hormônios que causam a sensação de fome, fazendo assim com que o organismo sinta menos fome e ingira menos calorias. A naltrexona também serve para que os níveis de colesterol no organismo sejam equilibrados de modo saudável.

Como usar o naltrexone?

A naltrexona pode ser ministrada de dois modos diferentes, sendo que um é para pessoas dependentes de álcool e o outro para dependentes químicos.

O modo de uso da naltrexona no tratamento do alcoolismo pode ser uma dose diária de 50 mg, por até 12 semanas. O tratamento da dependência química com este medicamento só deve ser iniciado após a desintoxicação do organismo e da abstinência de opióides por no mínimo 7 a 10 dias.

Quem precisa de tratamento por dependência química deve consumir a mesma dose, mas é preciso esperar pelo menos 7 dias sem consumir nenhum tipo de droga para que o organismo sofra uma limpeza de qualquer substância tóxica que ainda ficar no corpo. O ideal é que a pessoa espere de 7 a 12 dias para começar o tratamento de maneira efetiva.

Quais são os benefícios do naltrexone?

Médicos e cientistas descobriram em pesquisas que a naltrexona, quando ministrada em doses baixas podem trazer diversos benefícios ao organismo. Alguns dos benefícios mais evidentes são:

  • Ajuda a emagrecer com o bupropiona;
  • Tratar de doenças autoimunes;
  • Trata de distúrbios no sistema nervoso;
  • Pode ajudar no tratamento de alguns tipos mortais de câncer;
  • Ajuda no tratamento de câncer de mama, fígado e pulmão;
  • Pode ajudar no tratamento do HIV ministrado em doses mais baixas do que a naltrexona;
  • Reduz a vontade da pessoa de usar drogas e álcool.

Quais são os efeitos colaterais do naltrexone?

O naltrexona podem causar alguns efeitos colaterais no organismo. Os efeitos colaterais podem ser diferentes de acordo com o metabolismo de cada pessoa. No entanto, alguns são observados com mais frequência em quem consome o remédio.

Os principais são: náusea, cefaleia, tontura, nervosismo, fadiga, insônia, vômitos, ansiedade, sonolência, diarreia, obstipação, sede aumentada, congestão nasal e até aumento de pressão sanguínea. Por isso, o recomendado é sempre consultar um médico antes de iniciar o tratamento.

Quais são as contraindicações do naltrexone?

Fique atento se deseja usar o naltrexone, pois existem algumas contraindicações. Algumas delas são:

  • Pacientes que estejam recebendo analgésicos opioides;
  • Pacientes que sejam totalmente dependentes de opioides;
  • Pacientes com síndrome de abstinência aguda de opioides;
  • Pacientes nos quais o teste com naloxona tenha falhado ou com urina positiva para o teste de opioides;
  • Hipersensibilidade ao cloridrato de naltrexona ou a qualquer um dos componentes da fórmula. Não se conhece existência de sensibilidade cruzada com naloxona opioides contendo fenantreno;
  • Pacientes com hepatite aguda ou deficiência hepática.
  • Risco na gravidez: categoria C Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.

Deixe seu comentário