Blog

Está sem energia para treinar? Conheça o termogênico


Para identificar o melhor termogênico para você, é preciso entender sobre a definição de termogênese, que nada mais é do que um processo metabólico no qual o seu corpo queima energia (calorias) para produzir calor. Cada pessoa tem um metabolismo próprio e pode queimar mais ou menos calorias.

Os termogênicos são uma das formas de induzir a termogênese no corpo humano. Mas esse processo também acontece por meio de dieta acertada, atividade física e até da temperatura ambiente (no clima frio, por exemplo, gasta-se mais calorias para manter a temperatura ideal do corpo, que fica em torno de 36,5 °C).

Muita gente que pratica esporte aposta nos termogênicos com objetivo de aumentar o gasto calórico e manter o metabolismo acelerado para que aconteça uma maior queima de gorduras ao longo do dia. Vale lembrar que essa estratégia é aplicada quando sua intenção é a de reduzir o peso corporal e também a taxa de gordura.

Como agem os termogênicos?
A quantidade de energia que você gasta ao longo do dia para realizar suas atividades, seja dormir, ir à academia, piscar, digerir alimentos etc., é chamada de taxa metabólica basal. Cada pessoa tem uma taxa mais ou menos devagar e isso varia muito por inúmeros fatores, da genética à alimentação, passando pela quantidade de massa magra que você tem.

Com o termogênico ideal para o seu corpo, você pode aumentar a velocidade do metabolismo. Isso porque os termogênicos elevam a temperatura corporal e os batimentos cardíacos, o que dá mais disposição e energia para qualquer atividade que você vá realizar.

Eles surtem efeito mesmo?
Agora é o momento de ser sincero: é preciso combinar atividade física e dieta adequada ao seu objetivo com o uso do termogênico. Só assim você consegue os resultados esperados.

O termogênico sozinho não é capaz de fazer você perder gordura e peso se você não se esforçar, ou seja, praticar atividade física e cuidar da alimentação. Não existe milagre se você não fizer a sua parte.

Inclusive, não é nem indicado tomar suplementos termogênicos quando você não pratica nenhum tipo de esporte, como você vai ver mais adiante.

Como funcionam exatamente?
É possível dizer que a ação dos termogênicos está relacionada ao metabolismo das gorduras, ativação de moléculas mensageiras celulares, estímulo do sistema nervoso central e ativação de UCPs (sigla para proteínas de desacoplamento).

Esse processo começou a ser estudado na década de 1980 por George A. Bray, e as primeiras descobertas foram feitas em roedores. As proteínas de desacoplamento estão intimamente relacionadas à geração de calor; inclusive, as UCPs até já receberam o nome de termogenina, em referência ao processo de termogênese.

Localizadas no tecido adiposo marrom, mais precisamente na membrana interna da mitocôndria, a ação das UCPs acontece desacoplando a fosforilação oxidativa da molécula de ADP, um processo que utiliza energia originada da oxidação de nutrientes.

Para Jair Rodrigues Garcia Júnior, mestre em Ciências Nutricionais e doutor em Fisiologia Humana, ambos os títulos pela Unesp, esse processo ainda tem mais detalhes. Por exemplo, durante a síntese de ATP (sigla para adenosina fosfato, principal forma de energia química), a energia não é aproveitada para a fosforilação do ADP (adenosina difosfato), gerando apenas calor.

No estudo feito com roedores por George A. Bray e relatado por Jair Garcia Júnior, a UCP é estimulada em duas situações: quando se está exposto a temperaturas mais baixas e quando uma quantidade calórica exagerada é consumida. Ambas acabam por ativar o sistema nervoso simpático (que, dentre todas as funções, responde por ativar o metabolismo geral do corpo).

No primeiro caso, a geração de calor extra acontece para manter a temperatura do corpo. Já no segundo caso, trata-se de um modo de queimar a energia em excesso para manter um equilíbrio. Assim, por conta da distribuição das UCPs nos tecidos, elas acabam tendo um papel muito importante na taxa metabólica basal.

Quais os benefícios comprovados?
Ingerir suplementos termogênicos e seguir uma vida saudável, com alimentação equilibrada e atividade física frequente, traz vários benefícios. Conheça os já comprovados:

  • ajuda na perda de pesosó não vale tomar o termogênico, pular a ida à academia e ainda abusar das calorias, como já foi explicado. Esforçar-se e ter foco é sempre o melhor caminho;
  • queima de gorduraesse processo acaba sendo facilitado, já que seu organismo usa a gordura estocada e a transforma em energia;
  • sensação de saciedade prolongadaalguns termogênicos fazem com que a fome demore a surgir, fazendo com que você ingira menos calorias;
  • aumento da taxa do metabolismo basalisso porque dão mais gás ao processo de termogênese e, consequentemente, à queima de energia;
  • melhor desempenho no dia a dia: esqueça a preguiça de ir à academia. Com termogênico, você tem mais energia para suas atividades, principalmente para o treino;
  • mais fococomo são feitos à base de estimulantes, como a cafeína, os termogênicos dão mais concentração e ainda facilitam o aprendizado.

Como consumi-los?
O ideal é consumir o termogênico antes de fazer a atividade física (de 15 a 60 minutos antes — isso varia entre cada tipo; por isso, atente-se às recomendações da embalagem), uma vez que a ideia é dar mais estímulo e energia para o esporte. Se você faz atividade física quatro vezes na semana, tome o termogênico nesses quatro dias.

No Brasil, o consumo indicado é logo antes da atividade física porque a grande maioria dos produtos é feita à base de cafeína — substância que estimula o sistema nervoso central, aumentando o seu desempenho na prática esportiva.

Lembre-se de que o melhor termogênico para você precisa ser escolhido com ajuda de um profissional da saúde, após avaliar sua condição e as características específicas do seu corpo. Além disso, saiba que os alimentos termogênicos naturais não substituem a suplementação, mas podem auxiliar em seus objetivos.

Deixe seu comentário