Blog

Como eliminar a gordura abdominal?

O verão está chegando e com ele vem o desejo de estar com o corpo ideal para aproveitar a época mais quente do ano. Para atingir esse objetivo, é normal intensificar a prática de exercícios e cuidar melhor da alimentação. Mas essa tarefa para conquistar a boa forma não é fácil, ainda mais quando se trata de perder a gordura localizada.

Existem dois tipos dessa gordura: a subcutânea – localizada sob a pele; e a visceral, que como o próprio nome sugere, se esconde entre as vísceras, sendo então a que traz mais riscos. Um dos principais motivos pelo qual algumas pessoas acumulam mais gordura visceral do que outras é uma dieta rica em carboidratos, que causa resistência à insulina ao longo do tempo (anos bombardeando o sistema com muito açúcar e amido para o pâncreas, que não consegue lidar com o excesso constante de açúcar no sangue).

As temidas “gordurinhas”, principalmente as abdominais, são sinônimo de alerta para problemas graves de saúde. Por isso, muitas vezes atividade física e dieta ganham um reforço na suplementação para combater as gorduras.

Certos suplementos contribuem para o controle dos níveis de glicose, colesterol e triglicérides, grandes vilões que aumentam os riscos de desenvolver distúrbios no fígado e no coração, diabetes, pressão alta, apneia do sono, várias formas de câncer e outras doenças degenerativas.

Um exemplo de ativo de suplemento ideal no combate da gordura localizada é Meratrim®. Ele pode ser considerado um aliado na eliminação, principalmente da gordura abdominal. Por ser manipulado, atende a necessidade de cada pessoa, assim como pode ser associado a outros produtos, para atingir os efeitos desejados.

Entenda melhor a ação de Meratrim®

Meratrim® é um blend de extrato naturais que age na adipogênese (quebra da gordura) e na lipólise (diminui a produção de gordura). Estudos garantem que a união dessas atividades resulta na diminuição de peso e medidas, além de benefícios como o controle dos níveis de glicose, colesterol e triglicérides.

Um estudo clínico, realizado em 2013, com 100 voluntários, comprovou a eficácia do ativo na redução de 4 centímetros de cintura, 2,5 cm de quadril e 2 quilos em duas semanas. É importante ressaltar que os voluntários foram orientados a praticar caminhas de 30 minutos, 5 dias por semana.

Tags:, ,

Deixe seu comentário